Sete Passos para montar um e-commerce


Segundo o IBGE: Em meio à crise, vendas pela internet crescem e somam R$ 44 bilhões.
Esse é um bom indício para aqueles que pensam em abrir um e-commerce. Uma loja virtual reduz custos de uma equipe de vendedores, aluguel, profissionais de higienização, além de acabar com as filas e proporcionar a agilidade e autonomia na qual estamos tão acostumadas com o uso das tecnologias. Ainda, permite que o cliente localize de forma rápida aquilo que deseja comprar, no conforto de sua casa ou onde preferir, com total segurança e sigilo de dados.
A seguir, reunimos sete passos a serem tomados para você entender como montar uma loja virtual:
1- Escolha um serviço de hospedagem O primeiro passo a ser tomado na montagem de um site é a escolha de um serviço de hospedagem. Existem inúmeras empresas que oferecem esse serviço, entretanto, a escolha deve ser precisa e assertiva, afinal, a hospedagem deve dar conta do seu fluxo de visitas, mesmo em períodos de promoções e aumentos de tráfego, e das funcionalidades que você definir.

2- Defina o nome do seu domínio
Definir de maneira correta o seu endereço de internet é um dos pontos chaves para que sua loja possa ser facilmente encontrada por seus clientes, assim como estar bem ranqueada em sites de buscas, como o Google. Também, não esqueça de usar terminações simples, como .com e .com.br e escolha palavras fáceis de falar, escrever e lembrar, evitando  hífens e números, e remetendo diretamente ao seu negócio, de forma clara e original.


3- Selecione uma plataforma de e-commerce
Após definido o serviço de hospedagem e o domínio, o grande passo a ser tomado é a escolha da plataforma de e-commerce onde seu site será construído, assim, ela serve como uma base, devendo contar com funcionalidades básicas, como por exemplo: inventário de produtos, carrinho de compras e etc… mas sem perder a flexibilidade capaz de permitir abranger suas ideias ou necessidades.

4- Pagamentos
Obter pagamentos é fundamental  para o funcionamento de sua loja virtual, para isso, você, ou a empresa responsável pelo desenvolvimento da sua loja, precisará escolher a melhor forma de receber esses pagamentos. Uma opção são os intermediadores de pagamentos, que facilitam grande parte do processo. Apesar de normalmente não serem gratuitos, eles assumem o risco de fraude e adiantam os recebimentos. Também, existem os Gateways de pagamento, uma opção mais barata, porém com funcionalidades mais enxutas. E, ainda é possível desenvolver um sistema de Integração direta com a adquirente, que permite o contato direto com o cliente e negociar as taxas, porém, exige dos desenvolvedores um cuidado maior em relação a segurança e a complexibilidade deste meio.

5- Segurança
A segurança e proteção de dados da sua e-commerce e de seus clientes também devem ser levadas em consideração. Vale lembrar que se você permitir transações diretamente na página da sua loja, você é obrigado a utilizar alguma ferramenta de proteção de dados. O mais importante aqui é que você entenda que um site seguro, com selos reconhecidos, favorecerão a confiança de seus clientes na hora de realizarem compras na sua e-commerce.

6- Crie uma descrição para seus produtos  e considere as fotos
Não menos importante, é você planejar a apresentação dos seus produtos, não esquecendo que uma percepção positiva é o primeiro passo para que seu cliente sinta-se interessado. Capriche na descrição dos produtos, com palavras que permitam um bom ranqueamento da sua loja, mantendo a honestidade em relação aquilo que está sendo oferecido. Também, não esqueça de apresentar fotos de qualidade que favoreçam seu produto, despertando o desejo de aquisição.

7- Adicione um chatbot em seu e-commerce
Uma ótima opção para otimização na hora de tirar as dúvidas de seus clientes, sem precisar prender um funcionário na frente do computador, são os chatbots (chat online), sistemas automatizados criados para interagir com pessoas por meio de algum sistema de mensagens eletrônicas, como em botões de dúvidas em e-commerce. Eles são programas de computador que usam inteligência artificial para poder conversar com pessoas reais. Nele, você pode programar mensagens para respectivas perguntas que costumam aparecer frequentemente, podendo assim tirar as dúvidas de seus clientes de forma mais rápida. 

A Fluid Objects é uma empresa que funciona com muita seriedade e com vasta experiência no desenvolvimento de e-commerce. Contando com uma plataforma própria completa, proporcionando funcionalidades e segurança para quem quer ser web e criar sua loja virtual, e para o cliente, que vai fazer o uso.

Conheça a Fluid Objects: http://fluidobjects.com/ Leia Também: M-Commerce: Entenda como funciona





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como funciona a computação em nuvens

Como adequar a empresa à implantação de software de gestão

Como otimizar o aplicativo de sua empresa